Casa de Referência Mulheres Mirabal

A ocupação da Casa de Referência Mulheres Mirabal aconteceu na noite de 25 de novembro de 2016, quando o Movimento de Mulheres Olga Benario ocupou uma casa de três andares no centro de Porto Alegre, abandonada há 4 anos, para ser transformada em um centro de referência e acolhimento para mulheres vítimas de violência e/ou em vulnerabilidade social. Mesmo com a ameaça de reintegração de posse, a Casa permaneceu resistindo durante os anos de 2017 e 2018. Foram realizadas diversas reuniões de negociação e trabalho entre a coordenação da Mirabal, o Município, o Estado e os donos do antigo imóvel. Chegou-se em uma proposta de doação de um imóvel que atendesse às exigências do serviço de acolhimento e abrigamento, a antiga Escola Estadual Benjamin Constant. A desocupação foi realizada com a promessa do Estado em passar a posse da Escola para o Movimento, o que não foi cumprido. No dia 7 de setembro de 2018, o Movimento ocupou o prédio da antiga Escola Estadual Benjamin Constant, endereço em que funciona até hoje. Em setembro de 2021, a energia da Casa foi cortada por falta de pagamento da Prefeitura de Porto Alegre. A Prefeitura se nega a pagar a conta de luz e a passar a titularidade do imóvel para o Movimento. A Casa segue utilizando um gerador movido a combustível para acender apenas a algumas tomadas e lâmpadas recarregáveis de emergência, estando sem uso de geladeira, sem banho quente e luz nos quartos.

Olá, isso é um comentário. Para começar a moderar, editar e excluir comentários, visite a tela de Comentários no painel. Avatares de comentaristas vêm a partir do Gravatar.